Saturday, November 21, 2009

acho que todos também

minha pequena.
chove tanto,
que dentro de casa estou em outro país.
ontem sonhei com a onda gigante outra vez.
se bem que eu não morria, o que dói mais.

ouço barulhos na garagem, além da chuva
e me pergunto
será que já? enlouqueceu o mundo?

minha pequena, chove tanto que eu e bon iver pensamos em voce.

não sangre, não chore demais, pensamos em voce. não sangre, eu sangro também.
o amor é tão magro que eu sangro também.
todos querem ter alguns gatos. ninguém sabe sobre se ferir porque o espaço é pequeno.
não
sangre
demais.

eu queria. pequena minha amiga, uma força que te salvasse
da mulheridade envolvida
nesse instante em que eu não posso te pegar.
eu queria que acreditassemos naquele pra quem oro,
Caos,
pra te salvar.

os que partem e os que ninguém vem esperar.
os que dançam sobre a própria sina de não restar,
pequena,
só choras
porque estamos todos lá.
de qualquer lado,
ninguém vem nos esperar.

não estou pegando na tua mão,
mas eu sangro também.

1 Comments:

At 6:38 AM, Blogger nathi.n said...

olá
eu sou nathalia eu vou te seguir me identifiquei com vc me siga sou nova no blog.....


www.sonhosinvisiveis.blogspot.com

 

Post a Comment

Links to this post:

Create a Link

<< Home